Como evitar lesão treinando para provas longas?

Hoje vou abordar o assunto lesão, mas não de uma forma tradicional, como geralmente se fala. Eu gostaria de abordar sobre o ponto de vista nutricional: muitas vezes a gente só pensa no descanso do treino como foco importante para uma boa recuperação (e consequente prevenção de lesões). Mas acredite, a nutrição tem muito mais a fazer por você do que simplesmente te gerar energia para atividade em questão.

Acredito que um dos maiores segredos para evitar lesões, mesmo com volume de treino muito alto, seja a recuperação (bem feita) desses. Apesar (da maioria) dos atletas respeitarem bem a recuperação prescrita na planilha de treinos, muitos negligenciam a parte nutricional dessa recuperação. O programa nutricional deve ser feito junto e respeitando cada etapa do treino físico. Desse modo, podemos garantir uma boa evolução tanto na parte física quanto na parte parte cardiovascular.

Um erro grave (e comum) é reduzir muito o valor calórico da dieta dos dias sem treino ou com volume menor. Quando o seu treinador prescreve um “off”,  provavelmente ele está querendo te recuperar. Nesse momento, a nutrição é fundamental. Fornecer ao organismo os os macro nutrientes para recuperação muscular é tarefa essencial.

Durante o exercício a gente está gerando estímulos para o músculo, o qual necessita dos nutrientes para gerar uma resposta de adaptação. Essa continua adaptação leva à evolução. Não havendo nutrientes, não sera possível (bem) adaptar. Desse modo; as chances de lesão serão grandes quando a intensidade ou volume do treino aumentar.

Uma dieta low carb e pode ter diversas aplicações,  mas em algumas fases o carboidrato junto com a proteína será de fundamental importância para boa recuperação de um treino.

Resumindo em dicas pontuais eu diria:

 

  • Combine um carbo e uma proteína após um treino intenso.
  • Não se preocupe somente com o pós treino
  • Pense também nas refeições seguintes a este pós treino.
  • Dependendo da fase de treinamento, não zere o carboidratos nos dias off.
  • Alguns suplementos podem te ajudar, mas isso é assunto para outro texto.

 

Foto: Maria Rocha (@papogula)