Treine seu Estômago

O problemático “intra treino”! rs

Esse é um tipo de problema frequente! Pessoas que não estão acostumadas a levar nada consigo durante os treinos do dia a dia, ficam, muitas vezes, “receosas” de ter que carregar alguma coisa durante as rodagens mais longas… Isso é normal no início. O problema é que quando o volume é muito grande, apenas géis (e alguns outros carbos sólidos) podem não ser suficientes. Com isso, a sua performance começa a cair. Solução? Hora de comprar um cinto/ mochila de hidratação ou fazer um percurso certo em que consiga “pontos de apoio” com uma bebida específica.  E, acredite, a bebida “bem preparada” pode fazer milagres por você!

Segundo problema: se você não está acostumado com ela, pode ser que, no início, ela te cause desconforto e aí está a parte mais chata! Todo mundo sabe que não devemos testar nada novo no dia da prova! O problema, que a maioria não sabe, é que o estômago/ intestino também devem ser TREINADOS! Então pode ser que em um primeiro treino longo, as coisas não saiam como o planejado e é para isso que o TREINO está lá. Da mesma forma que quem não está acostumado a comer gordura tem uma dor de barriga quando o faz, acontece com a reposição de carboidratos intra treino! Mas, algumas vezes, aumentar o aporte deste (carbos) nas primeiras horas faz-se fundamental para manter performance em um treino muito longo. O seu organismo precisa treinar para estar apto a receber essa carga, quando necessário!

Como fazer? Peça para o seu nutricionista elaborar a mistura de carboidratos na distribuição ideal para você. Sobre a concentração, o recomendado seria em torno de 8% (o que pode variar um pouco). A partir dai, comece a incluir, aos poucos, nos treinos até atingir o total necessário sem que haja “má digestão”. Desta forma, pode garantir a performance perfeita para a sua atividade! 🙂

 

Arte: @rios_arts