Beterraba, Performance e Alta Intensidade

Texto de hj junto com meu amigo Gustavo Monnerat.
A suplementação de nitrato através da dieta, através de suco de beterraba por exemplo, tem efeito positivo no desempenho de diferentes modalidades esportivas. O nitrato (NO3) inorgânico, se converte em nitrito (NO2) e, posteriormente, óxido nítrico (NO) em nosso organismo. Dentre os mecanismos fisiológicos dessa estratégia de suplementação, podemos discutir dois pontos principais: maior eficiência de utilização de oxigênio pelas mitocôndrias e controle da função do sistema vascular
.
Esses mecanismos promovem efeitos na performance, evidenciado por aumentar o tempo de exercício em alta intensidade (acima do limiar anaeróbico), redução da pressão arterial durante o exercício e por aumentar a oxigenação do músculo esquelético, durante o exercício de alta intensidade. Recentemente foi publicado um estudo mostrando que essa estratégia nutricional pode inclusive melhorar o desempenho esportivo mesmo em condições de calor, principalmente, por aumentar a eficiência de utilização do oxigênio e sua distribuição na musculatura
.
Estudos sugerem que a ingestão diária de 500 ml de suco de beterraba (5 a 7 mmol de nitrato) aumenta significativamente a concentração plasmática de nitrito e produção de óxido nítrico. Importante: O pico de nitrato plasmático ocorre 3 horas após a ingestão e se mantém elevado por 6 a 9 horas. Faça as contas e comece a treinar na hora certa! No entanto, a ingestão deve ser feita diariamente para que ocorra uma “saturação” do nitrito plasmático e as consequentes respostas fisiológicas.
.
Ref: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29356948

Foto: Guilherme Guido.