0

PUMP MUSCULAR E ALIMENTAÇÃO

Muita gente reclama que “fica inchado” e com os músculos mais aparentes quando termina um treino de força, mas fica decepcionado pois, parte deste volume, desaparece depois de um banho ou algumas horas após o término do treino. A boa notícia é que, por mais que o volume momentaneamente conseguido não se mantenha durante muito tempo, ele é importante no processo de hipertrofia.

Este inchaço seria o famoso pump muscular. E, se vc consegue obtê-lo após um treino bem feito, saiba que é um grande passo para a hipertrofia muscular. Este pump representa um aumento na hidratação intracelular promovendo um edema na fibra muscular. Esse edema atua como um regulador fisiológico estimulando a hipertrofia por aumentar a síntese proteica e redução da degradação das mesmas.

O mecanismo proposto que explica como o edema induz o anabolismo celular baseia-se na sobrevivência da célula. O aumento na pressão contra o cito esqueleto e membrana celular faz com que a mesma perceba uma “ameaça” para a integridade da célula ativando a via de sinalização (mTor) que resulta em uma resposta de reforço da sua ultraestrutura. Outra hipótese é que o edema também pode ter um efeito direto sobre o aumento da captação de aminoácidos e atividade das células satélites. *

Desta forma, vejo de 2 formas a contribuição da nutrição neste processo de hipertrofia: a inclusão pré treino de substâncias que contribuam com tal efeito durante o treino (claro que o treino deve ser montado por um profissional capacitado que enfatize tal resposta) e a disponibilidade de aminoácidos aproveitando esta fase “pump” ainda após o treino.

É discutido em congressos na área de nutrição esportiva quais substâncias favoreceriam este pump: Atualmente sabemos que algumas suplementações e/ou combinações de suplementação como –  glicerol, arginina, norvalina, creatina-  podem sim contribuir para tal processo.

Sobre a disponibilidade de aminoácidos durante a fase “pós treino”, uma boa refeição e/ ou suplementação proteica neste momento farão a total diferença. Não negligencie a refeição pós treino!

 

Procure um profissional habilitado (tanto educador físico quanto nutricionista) e os resultados virão!

 

*livro – Biologia Molecular Aplicada ao Exercício Físico (1 edição).

 

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

avatar

Julia Engel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *