0

Cafeína e Performance: Vale usar?

Essa é uma questão muito frequente na minha prática clínica: Posso usar cafeína no pré treino? Posso tomar cápsulas durante a prova?

A cafeína está muito presente na dieta dos atletas, especialmente por ser uma substância sem valor nutricional (sem calorias). Ela foi retirada da lista de substâncias proibidas (doping) em 2004 e desde então ela vem se tornando cada vez mais utilizada (em géis, barras, cápsulas, chicletes). Nesse sentido, o efeito da cafeína como pré treino na performance de endurance vem sendo estudada há anos.

Nos primeiros estudos relacionava-se a melhora de performance com o aumento da utilização de ácidos graxos do plasma e intramuscular durante a atividade física, quando certa dose de cafeína era utilizada antes do início do exercício (poupando assim o glicogênio muscular).

Mais recentemente as pesquisas apontam um segundo mecanismo no qual o Sistema Nervoso Central (SNC) participa. Os estudos sugerem que a cafeína bloqueia a atividade da adenosina, um neurotransmissor que modula diversos efeitos fisiológicos. Dentre alguns efeitos, adenosina pode induzir a sensação de cansaço e sono, assim, a cafeína ao bloquear a absorção de adenosina, diminui o efeito da fadiga. Além disso, a cafeína também pode atuar em outros neurotransmissores, incluindo dopamina e serotonina promovendo uma rede de alterações no SNC.

Como usar?

Não há necessidade de doses muito grandes. Em torno de 2 a 3 mg/ kg de peso é suficiente.

OBS: que valem a pena ser ressaltadas:
– há uma grande individualidade biológica, que torna algumas pessoas mais ou menos sensíveis a este efeito.
-Além dos efeitos descritos anteriormente, a cafeína pode ser utilizada como um “pós treino” para melhora de recuperação muscular, mas isso já seria assunto para outro texto.

.
Texto: Julia Engel e Gustavo Monnerat (PhD fisiologia – UFRJ)
Foto: Carlos Nunes Ferreira


avatar

Julia Engel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *