0

ZERO CARB? FAZER?

No ultimo texto que escrevi falei que suplementos para termogênese são, na maioria das vezes, muito pouco eficientes. Mas, a boa notícia é que podemos aumentar a termogênese do organismo manipulando a alimentação e exercício e favorecendo o aumento do tecido adiposo marrom.

Já escrevi aqui alguns textos sobre tecido adiposo marrom, falando sobre estratégias nutricionais para aumentar a quantidade deste no corpo.

Este tipo de tecido adiposo (diferentemente da gordura branca “normal”) possui muitas mitocôndrias e, por isso, é capaz de gerar calor e termogênese (aumento do gasto calórico).

Um estudo muito recente de agosto de 2018 publicado na revista Cell Metabolism mostrou que refeições ricas em carboidratos eram capazes de aumentar a termogênese de células do tecido adiposo marrom. Após este tipo de refeição foi observado um aumento dos genes envolvidos no metabolismo das gorduras. O mesmo não acontecia quando a refeição não continha carboidratos. A explicação seria pela presença da insulina. Refeições ricas em carbo fazem aumentar a insulina circulante, o que seria o fator fundamental para ativar a termogênese.

Como já disse aqui algumas vezes, low carb não é chave para emagrecimento e insulina não é sempre vilã. Não adianta querer olhar somente por uma via metabólica e achar que zerar o carboidrato é a chave para o sucesso! O organismo deve ser enxergado como um todo, por isso a sua complexidade! Você pode desacelerar o seu metabolismo e acabar “estagnando”, quando fica durante muito tempo em uma estratégia de “zerar o carbo”, especialmente quando se treina e busca performance . O carboidrato é sempre muito bem vindo, basta saber quando inserir!


avatar

Julia Engel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *