0

O que levar durante um Treino LONGO

Poderia dividir esse assunto em inúmeros tópicos, mas hj, vou falar especialmente sobre um “intra” que observo que as pessoas amam levar – A FAMOSA PAÇOCA! 

Acredito que muito dessa cultura venha pelo fato de a paçoca ser um alimento gostoso e uma boa fonte de gordura, o que geraria “energia” e saciedade! 

Mas, quem é meu paciente sabe que eu geralmente retiro esta opção de um “intra treino”. Isso porque apesar da gordura poder ser sim uma boa fonte de energia durante o treino, há tipos de gordura bem diferentes presente nos alimentos e, em se tratando de uma fonte de energia instantânea temos que observar melhor essa questão!

De um modo geral, podemos classificar as gorduras dos alimentos em 3 grupos: ácidos graxos de cadeia curta (até 8 átomos de carbono), média (até 12) ou longa (acima de 12).

A diferença principal quando se pensa em um “intra treino” se da pela velocidade de absorção! Não adianta colocar no meio de um treino algo que vc demorará horas para absorver e, assim te gerar energia muito mais tarde! Precisamos de algo mais instantâneo!

A gordura do amendoim é principalmente formada por 18 átomos de carbono! Ou seja; longa! O ideal para este momento seria uma gordura de cadeia média! Esta (média) é absorvida mais rapidamente, pois é transportada direto do intestino para o fígado (sem precisar ser transformada em quilomocrons antes – como seria o caso da longa).

Além disso, é capaz de entrar na mitocôndria mais “facilmente” sem necessitar de carnitina para tal. Resumindo, as gorduras de cadeia média economizariam 2 etapas importantes quando comparadas as de cadeia longa.

Minha sugestão? Retirar essa paçoca de “durante o treino” e substituir por uma cocada, por exemplo, uma vez que o coco sim é fonte de gordura média!


avatar

Julia Engel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *