0

TREINO INTENSO E IMUNIDADE – UMA VISÃO NUTRICIONAL.

Muita gente percebe que treinos muito intensos ou com volume muito grande são sinônimos de queda de imunidade! Por isso, acabam se enchendo de vitaminas ou glutamina para evitar que fiquem doentes. Quantas vezes não atendi atletas que vinham com histórico de infecções de repetição após uma fase intensa de treinamento! Não que as vitaminas (ou a glutamina – em casos muito específicos) não sejam importantes; são! Mas, várias vezes, a causa da infecção (do ponto de vista nutricional) é uma não recuperação dos treinos em relação aos macronutrientes mesmo!

Vou explicar:

Após um treino com um volume maior (no qual praticamente toda a sua reserva de glicogênio tenha sido utilizada como fonte de energia para o treino), a glicemia e o glicogênio cardíaco OBRIGATORIAMENTE precisam ser restabelecidos! Isso é fisiológico! Portanto, estando você na dieta que for (low carb, cetogênica..) o seu organismo dará um jeito de produzir glicose para repor este estoque. Se esta glicose não vier do carboidrato (ingerido no momento correto), o seu organismo começará a produzir glicose através de outras fontes: glicerol, lactato ou degradação protéica – para que os aminoácidos sejam essa fonte para geração de glicose!

Aí é que está o problema! O seu organismo, muitas vezes, começa a degradar proteína para gerar glicose! Nesse processo, algumas vezes, pode faltar substrato para produção de outras moléculas importantes, como as imunoglobulinas – proteínas que combatem vírus e bactérias. Se o sistema imune já seria (por inúmeros fatores) mais exigido após um treino extenuante, quando falta “material para a produção”, o problema pode ser bem maior!

Ou seja, neste caso, não adiantará muito a suplementação de vitaminas, minerais ou glutamina! A solução (nutricionalmente falando) é mais simples do que se pensava: equilibrar o carbo! Não tenha medo dele… Eu teria mais medo da FALTA dele, isso sim! Rs

Bons treinos! E boa recuperação!


avatar

Julia Engel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *