0

NÁUSEA DURANTE A ATIVIDADE

Esse é um relato muito comum em pacientes que chegam no consultório. Pessoas que sentem enjoo e chegam a vomitar durante o treino ou prova.
Obviamente, este sintoma atrapalha a performance e tentamos sempre amenizar esses ocorridos.


Explicando rapidamente o que provavelmente ocorre seria: em atividades muito intensas usamos principalmente carboidrato como fonte de energia e de forma anaeróbia (sem a participação de oxigênio). Nesses casos, há como “produto da reação” a formação de lactato e íons H+.

Um estudo recente publicado na The physiological society, mostra a possível correlação entre a quantidade de H+ / lactato no sangue e a sensação de náusea em atletas de ciclismo. Esses atletas realizaram um tiro max de 60seg e tiveram o sangue analisado. Em conclusão, este estudo revela uma forte relação positiva entre as náuseas e as concentrações de H + e lactato durante a recuperação do sprint, um achado consistente com H + e lactato sendo potenciais mediadores da náusea.

Na minha prática clínica, costumo primeiro tentar adaptar o atleta àquela atividade (fornecendo uma dieta de base bem feita para aquele treino). Posteriormente, alguma suplementação específica pode ajudar: bicarbonato e/ ou beta alanina para tentar amenizar a acidificação pontual naquele momento.


Mas, é importante entender que a acidificação é fisiológica e vai ocorrer sempre que fizer um treino intenso (acima do limiar). O que pode ser feito é treinar bastante para que este limiar suba cada vez mais e, portanto, ele se sentirá cada vez mais confortável em velocidades mais altas.


Cuidado ao “dar o máximo” de si no início ou meio de uma prova, pois a sensação de enjoo pode vir. A estratégia de prova deve ser calculada e treinada. Deixar esse sprint para um final de prova, pode ser interessante.. até pq, quem nunca chegou vomitando não sabe o que é dar o máximo de si. 🤢😂. (brincadeira, nem todos têm os sintomas e nem todos estão aptos p/ tal!!).
.
Foto- Obrigada sempre: @guilhermeguidotri


avatar

Julia Engel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *